Sem palavras, fé é passada de geração a geração

Cristã norte-coreana conta que via a mãe orar, mas só quando adulta conheceu o Deus a quem ela orava.

A mãe de Hannah* era uma verdadeira guerreira de oração da Coreia do Norte. Apesar do marido não cristão e todo perigo ao seu redor, ela orava intensamente e, muitas vezes, em voz alta e até mesmo na neve. Hannah sempre ficava observando sua mãe orar. Como ela falava muito rápido, a única coisa que entendia era “Hanonim, Hanonim”, que significa “Senhor, Senhor, ajude-nos”. Ela se lembra especialmente de um dia, quando seu pai estava aborrecido e não queria que a mãe orasse na sala, então ela foi orar do lado de fora, na neve. Hannah pediu que a irmã de 9 anos fosse cobrir a mãe com um cobertor.

Mas Hannah só conheceu o Deus a quem sua mãe orava depois que ela morreu. Já adulta, casada e com filhos, ela fugiu para a China, onde toda a família se entregou a Jesus, inclusive suas irmãs. Hannah diz que eles cresceram rapidamente na fé porque “toda a nossa vida tínhamos sido preparados para aquele momento” através das orações da mãe. Na China, ela foi presa com a família e enviada de volta à Coreia do Norte. Então, foram torturados por serem cristãos. Através de um milagre, eles foram libertados, mas seu marido veio a falecer devido à tortura pela qual tinha passado.

Hoje Hannah vive na Coreia do Sul, e só por isso tivemos acesso à sua história. Diariamente, ela faz a mesma oração que aprendeu com a mãe: “Senhor, Senhor, ajude-nos”. Sua vida mostra como a fé é passada de geração a geração na Coreia do Norte mesmo sem palavras e sem os filhos saberem sobre a fé dos pais. A Portas Abertas ajuda cristãos perseguidos no país a prepararem seus filhos para receber o evangelho. Ore pela Igreja Perseguida da Coreia do Norte, um dos maiores desafios para a igreja livre hoje.

*Nome alterado por segurança.

Morre aos 99 anos o evangelista americano Billy Graham

Billy Graham, o maior evangelista do século 20, faleceu na manhã desta quarta-feira (21), aos 99 anos.  Ele morreu de causas naturais em sua casa em Montreat, na Carolina do Norte, de acordo com Jeremy Blume, porta-voz da Billy Graham Evangelistic Association.

O célebre pastor batista da Carolina do Norte ficou conhecido por levar suas cruzadas evangelísticas ao redor do mundo, levando 3 milhões de pessoas a Cristo.

Evangelista de multidões

Graham serviu como conselheiro ou ministrou a uma dúzia de presidentes dos Estados Unidos, além de ter se encontrado com dezenas de líderes mundiais, dentre eles os mais importantes de sua geração.

Estima-se que ele tenha pregado a cerca de 215 milhões de pessoas em 185 dos 195 países ao redor do mundo durante sua vida. Sua mensagem chegou a milhões de pessoas, sendo uma presença quase constante no rádio, na televisão e na internet.

Vida em família

Chamado por muitos de “O Pastor dos Estados Unidos“, ele teve um início modesto, crescendo em uma fazenda em Charlotte, Carolina do Norte. Ele aceitou Jesus aos 16 anos, através do ministério do evangelista Mordecai Ham. Graham mais tarde mudou-se para a Flórida e foi ordenado pastor lá em 1939.

Ali, conheceu sua futura esposa, Ruth McCue Bell, enquanto eles freqüentavam o Wheaton College, e se casaram em 1943. Juntos criaram cinco filhos e ela se tornaria uma conselheira confiável dele. “Quando se trata de coisas espirituais, minha esposa teve a maior influência no meu ministério”, disse Graham de Bell, que morreu em junho de 2007.

Conduta irrepreensível

Graham era conhecido por seu senso de humor e por manter uma visão cristã não partidária, o que lhe valeu algumas críticas. Mas a sua dedicação ao ministério e à unidade é muito evidente e melhor lembrada na sua recusa em prestar atenção às políticas de segregação.

Martin Luther King Jr. tinha Graham como um amigo íntimo e aliado, tendo dito deste: “Se não fosse pelo ministério do meu bom amigo, o Dr. Billy Graham, meu trabalho no Movimento dos Direitos Civis não teria tido tanto sucesso quanto tem sido”.

Outro ponto lembrado sobre sua vida é que, em mais de 60 anos de ministério, Graham nunca esteve envolvido em escândalos, de maneira que seu nome sempre aparecia nas primeiras posições de todas as listas de pessoas mais amadas nos Estados Unidos.

Autoridades lamentam

Em seu Twitter, o presidente Donald Trump disse que “não havia ninguém como ele” e que Graham “fará falta aos cristãos e a todas as religiões”, pois era “um homem muito especial”.

O vice-presidente Mike Pence afirmou em seu Twitter: “Choramos sua morte, mas tenho absoluta certeza que hoje ele ouviu estas palavras: ‘Bem está, servo bom e fiel!’. Obrigado, Billy Graham!”

O ex-presidente George H. Bush emitiu a seguinte declaração: “Billy Graham foi o Pastor da América. Sua fé em Cristo e seu espírito evangélico totalmente honesto inspiraram pessoas em todo país e no mundo. Creio que Billy tocou os corações não só de cristãos, mas de pessoas de vários tipos de fé, porque ele era um homem bom. Tive o privilégio de tê-lo como amigo pessoal. […] Ele foi um mentor para vários dos meus filhos, incluindo o ex-presidente dos Estados Unidos [Georgge W. bush]. Sentiremos falta de nosso bom amigo“.

O ex-presidente Barack Obama disse pelo Twitter que Graham foi “um servo humilde que orava por muitos. […] Com sabedoria e graça ele deu esperança e orientação a gerações de americanos“.

Uma partida tranquila

Seu filho, Franklin Graham, assumiu seus ministérios, enquanto Graham retornou a uma vida tranquila na Carolina do Norte, não muito longe da Biblioteca Billy Graham, em Charlotte.

“Meu lar está no céu”, declarava ele habitualmente. “Eu estou apenas peregrinando neste mundo”.

Fonte: CPAD News

Notícias do campo: Índia, China, Bangladesh

Tráfico de crianças na Índia

Tráfico de bebês de escravas sexuais Segundo informações recebidas de missionários em campo, o sucesso do mercado de barrigas de aluguel na Índia se deve ao nascimento de crianças geradas por escravas sexuais. As mães são meninas vendidas por suas tribos após o primeiro ciclo menstrual, para serem estupradas e engravidadas com esse fim.

ESSAS MENINAS PEDEM SOCORRO!

Fonte:  MCM – Missão Cristã mundial

Campos de reeducação

No noroeste da China, numa região predominantemente muçulmana, existem campos de reeducação, que podem receber diferentes nomes, como centro de estudos ou centro de transformação da mente. É um lugar onde as pessoas são forçadas a aprender educação política tendo o comunismo como base. Dezenas de cristãos ex-muçulmanos e quase todos os líderes foram levados para tais campos. “Eu não sei onde meu marido está agora, mas acredito que Deus ainda o use em prisões ou acampamentos. Às vezes eu ficava com medo que ele não tivesse roupas suficientes para se aquecer”, diz a esposa de um líder cristão ex-muçulmano. Clame para que os cristãos perseguidos enviados a esses campos e suas famílias permaneçam fiéis ao Senhor, apesar das complicações e do ambiente hostil que enfrentam. Que mais cristãos sejam usados por Deus para consolar e cuidar (material e espiritualmente) das famílias que sofrem com a perda de um parente enviado aos campos. 

Fonte: Portas Abertas

A Maior Crise Humanitária da atualidade em Bangladesh

As manchetes mundiais denunciam, a situação do povo Rohingya, considerada pela ONU como a “maior crise humanitária da atualidade”. O Papa visitou o local para tentar amenizar a situação e as grandes ONGs humanitárias enviam socorro.
A Igreja Brasileira também precisa fazer sua parte e agir para atender o clamor por alívio de pelo menos 610 mil pessoas, das quais 330 mil são crianças.
Há algum tempo, 34.000 crianças, já se encontravam em estado irreversível de má nutrição, não podendo mais aceitar líquidos no pequenino estômago ressecado por não comer há dias.
A Rede SOS Global, formada especificamente para situações de SOS – SAVE OUR SOULS – SALVE A NOSSA ALMA – esteve presente, enviaram para o acampamento de refugiados Rohingya, em Bangladesh, uma equipe de olheiros, entre os dias 11 e 25 de dezembro, para prestarem atendimento de saúde emergencial, entregar alimentos e cobertores, e ver a situação de abrigos para planejar o envio de uma segunda equipe, o mais breve possível..
Conclamamos para que nossos socorristas veteranos se juntem URGENTEMENTE em atendimento ao grito por socorro.

Fonte: AME -Associação Missão Esperança

Avenida Brasil 4312 – Sala 1102 – 11º Andar – Centro, Maringá – PR, 87013-000 Telefone: (44) 3020-1105