Não é muito difícil de, ao circularmos pelas nossas cidades, em especial Maringá e região, nos depararmos com, Haitianos, dominicanos, senegaleses, angolanos, cubanos e tantos outros, que, como eu e você, necessitam ser: aceitos, acolhidos, respeitados, valorizados, cuidados, para que, uma vez conosco, por qualquer que seja a razão, se por situações de catástrofe, trabalho/emprego, turismo, enfim, gente como eu e você, também amados por Deus, criados à Sua imagem e semelhança, irmãos nossos, uns firmes no Senhor, outros não tão firmes assim, e muitos, ainda distantes de Deus.

É sabido que em especial haitianos, face à recente “destruição do país”, recebemos um não tão pequeno número de pessoas, até famílias, atrás de uma oportunidade de recomeço. Nunca foi tão oportuno o papel da igreja brasileira, aqui, maringaense quanto a acolhê-los, em todos os sentidos. Mostrou-se com isso uma oportunidade, sim, que por um “insigth” do Pai, nos moveu a pensar numa ação que pudesse proporcionar a esses, respectivamente, cuidado integral, relacionamento com Deus, meio de se congregar como igreja, treinamento/capacitação, para que, enfim, para muitos, em podendo retornar a seu país de origem, possam servir a Deus de maneira efetiva.

Na oportunidade desafiamos o Leonid Marsan, pastor, batista, já com experiência missionária no haití e república dominicana, bem como o missionário Érick, venezuelano residente em Maringá, também com a mesma proposta de um trabalho efetivo de apoio ao imigrantes. Já em ação, desde então tem se empreendido ações como: “Culto de Celebração em sua própria lingua, Reuniões de Confreternização entre as famílias imigrantes, Células de edificação, suporte a necessidades básicas apresentadas, e por fim, nosso desafio maior, cursos de treinamento e capacitação para que, quando retornarem a seu país, possam servir a igreja local pois também, dessa forma, contribui quanto a “Prosseguir Até Que Todos Ouçam!”

Instituto PAQTO
Assessoria em Missões