Apoio a missionários autóctones para que sirvam a igreja local.

Nome dado porque a situação nos lembra os utensílios de metal nobre, caros e preciosos, que necessitam cuidados especiais para manter o brilho, e assim sua utilidade e beleza. Se não polir periodicamente, a prata perde o brilho, enferruja, podendo até intoxicar se usada.

Compreendendo a relevância e a importância de investimento em missionários autóctones, dado ao “baixo” custo financeiro por já estarem em sua terra natal, dominarem a própria lingua, cultura, dentre outros, temos mobilizado a igreja, empresas, parceiros e amigos a que invistam de maneira criteriosa nesses guerreiros.